Resenha: A Senhora da Magia (As Brumas de Avalon #1)



Título: A Senhora da Magia
Autor: Marion Zimmer Bradley
Páginas: 248 páginas
Editora: Imago
Neste enorme e emocionante romance, a lenda do rei Artur é contada pela primeira vez através das vidas, das visões e da percepção das mulheres que nela tiveram um papel central. Igraine, Viviane, Guinevere, Morgana. Elas revelam, com as suas vidas e sentimentos,a lenda de Artur, como se fosse nova de, ao mesmo tempo, levam o leitor a integrar-se na história, de maneira natural e profunda. Assim, esta obra proporciona uma narrativa soberba de uma lenda, e a recriação dessa lenda, bem como a brilhante contribuição para a literatura do ciclo arturiano.


Minha Opinião: 

A Senhora da Magia é o primeiro livro da brilhante série As Brumas de Avalon, que traz a lendária história do rei Artur contada pela perspectiva feminina. Fiquei encantada com cada página deste livro, sua atmosfera e narrativa, a autora conseguiu me surpreender.

O livro começa a ser narrado quando a Bretanha pagã é invadida pelos cultos cristãos, entrando em conflito com os habitantes locais e suas crenças. Neste momento também, o reino passa por uma crise sucessória, pois seu rei faleceu sem deixar nem um herdeiro direto. A luta entre os conselheiros e governantes de outros reinos pelo trono inglês é instaurada. É neste contexto que Igraine, esposa do Duque da Cornualha, recebe a notícia de Merlim e Viviane, a Senhora do Lago, que será mãe do próximo grande rei da Bretanha, que trará a paz entre pagãos (isolados na ilha de Avalon) e cristãos.

Confesso que conhecia muito pouco sobre a lenda do rei Artur, apesar disso me senti inserida no livro desde o princípio. A narrativa é extremamente envolvente e pude sentir a atmosfera da estória.

As personagens me cativaram logo, principalmente o lado feminino da estória, no qual o livro tem foco. Cada uma ao seu modo, elas mostram a força e poder das mulheres da lenda. Morgana, que terá grande importância no livro, me ganhou com sua personalidade e força, é uma personagem ímpar, foi com certeza minha favorita. Viviane, a Senhora do Lago, com seus mistérios e caprichos, além de seu poder. Igraine teve uma participação de grande importância, mas após essa não tem mais tanto enfoque, apesar disso não me decepcionei com ela.

A estória é repleta de tabus, como cultos pagãos, feitiços, sexos, rituais pagãos, mas principalmente os conflitos religiosos. A participação da mulher também é inúmeras vezes contestada, o que só mostra a grandiosidade e engenhosidade da autora ao compor uma obra na qual as mulheres tão excluídas fossem o enfoque da narrativa e de tamanha importância na trama.

Avalon foi um dos ambientes mais intensos que já tive o prazer de ter em minhas leituras. Misterioso e repleto de magia, o lugar me transmitiu paz, ao mesmo tempo que podia sentir sua aura de poder. A descrição foi de tão bom cunho que o ambiente foi rapidamente formado e tudo parecia tão natural que era como se realmente existisse perdido no meio das brumas.

Recomendo a leitura para os amantes da lenda e para aqueles que ainda não a conhecem, pois Marion é capaz de ganhar qualquer tipo de leitor com esta trama mágica e inesquecível.

0 comentários:

Postar um comentário



Visualizações

Arquivo

Categorias